• ABPN

Nota de Repúdio do Núcleo de Estudos Afro Brasileiros/Neab - UnB


Nós, membros do Núcleo de Estudos Afro Brasileiros do Centro de Estudos Multidisciplinares da Universidade de Brasília (Neab/Ceam/UnB), vimos a público comunicar que o professor Ebnézer Nogueira indicado para ocupar cargo no Departamento de Fomento e Promoção da Cultura Afro-Brasileira da Fundação Cultural Palmares (FCP) no governo de Jair Messias Bolsonaro não atuou como membro efetivo do Neab/Ceam/UnB como faz constar na página da Fundação Cultural Palmares publicada dia 06 de maio de 2020. (http://www.palmares.gov.br/?p=55889). Sequer temos conhecimento de sua participação ativa no debate sobre reserva de vagas para negros/as e indígenas (cotas) na UnB.


As informações prestadas pelo referido professor vão de encontro aos princípios e aos valores que orientam o Neab/UnB, que tem na temática racial sua centralidade. Com mais de 30 (trinta) anos de existência, o Neab se articula ao Consórcio Nacional de Neabs e grupos correlatos, que conta hoje com 136(cento e trinta e seis) núcleos e grupos existentes em instituições de ensino públicas federais e estaduais em todo o Brasil (https://www.abpn.org.br/consorcio-de-neabs), e somos integrados à Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (Abpn).


Somos um conjunto de coletivos diverso e múltiplo que se une na produção de estudos e pesquisas que auxiliem a pensar um Brasil menos desigual social, econômico e racialmente, que evidencie os limites da democracia racial e as facetas cruéis da discriminação e preconceito tão presentes neste país. Somos centenas de pesquisadores/as, membros dos Neabs, intelectuais respeitados/as com trabalhos reconhecidos nacional e internacionalmente, e ofende-nos profundamente sermos associados a qualquer pessoa que escamoteie os dados aberrantes do fosso abissal que coloca a população negra numa recorrente condição de subalternidade; e que não se compromete, efetivamente, com a luta antirracista.


Nos é caro também vermos a Fundação Cultural Palmares que nasce em 22 de agosto de 1988, como parte de um momento em que o Brasil se construía como uma jovem democracia, a primeira instituição pública “voltada para promoção e preservação dos valores culturais, históricos, sociais e econômicos decorrentes da influência negra na formação sociedade brasileira”, ser desvirtuada de seu compromisso com a cultura negra, que foi e é a razão de sua existência. Um Departamento de Fomento a Cultura Afro-brasileira, como o próprio nome já diz deveria tê-la como tema central, mas que, na matéria aparece tangenciada numa visão universalista de cultura.


Por assim ser, o Neab/Ceam/UnB empenhado com valores democráticos, dos direitos humanos e liberdade calcada em práticas antirracistas, antissexistas e anticlassista, permanece aberto ao diálogo com instituições, entidades e pessoas, desde que respeitem a questão negra e sua centralidade na gritante desigualdade brasileira.


Assinam este documento:

Núcleo de Estudos Afro Brasileiro do Centro de Estudos Multidisciplinares da Universidade de Brasília (Neab/Ceam/UnB)

Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as – Abpn

Consórcio Nacional de Núcleo de Estudos Afro Brasileiro – Conneabs

Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Públicas, História, Educação das relações raciais e gênero – Geppherg/FE/UnB

Núcleo de Estudos Afro Brasileiro e Indigena – Unifal – MG N’umbuntu Unifesspa/PA

Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros - Neab/Unifesp Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígena - Neabi/Uenf

Núcleo de Estudos e Pesquisas Afro - NEAP/UESPI SANKOFA –

Núcleo de Estudos e Pesquisa em História e Memória da Escravidão e do Pós-Abolição/UESPI Laboratório de Estudos Afro-Brasileiros e Índígenas - LEAFRO-Neabi-UFRRJ

Núcleo de Estudos Afro Brasileiro e Indígena - Neabi IF Sudeste MG – Campus São João Del Rei Laboratório de Pesquisa Observatório de Discriminação Racial da Universidade Federal do Acre/Ufac

Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas da Universidade Federal do Acre (Neab/Ufac)

Fórum Permanente de Educação Étnico-Racial do estado do Acre (FPEER/AC) Alteritas: diferença, arte e educação – Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC

Núcleo de Estudos Interdisciplinares Afro-Brasileiros da Universidade Estadual de Maringá – Paraná (NEIAB-UEM)

42 visualizações

Contato

WhatsApp: (34) 92000-8172

Email: contatoabpn@gmail.com

logo padrão (PRETA) (1).png

Endereço

Casa de Cultura Graça de Axé, localizado na Avenida Cesário Crescerá, 4187 - Bairro Pres. Rossevelt, 38401-119 - Uberlândia - Minas Gerais - Brasil

  • Facebook
  • Instagram - Cinza Círculo
  • LinkedIn - círculo cinza

© 2023 por Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as. Criado com Wix.com

Site produzido por 

Matheus Borsato