• ABPN

INTERCEPT BRASIL LANÇA BOLSAS DE REPORTAGEM PARA REPÓRTERES NEGROS


EM NOVEMBRO, mês da consciência negra, o Intercept lança um programa de bolsas de reportagem só para repórteres negros.


Ciente da falta de diversidade racial no jornalismo e do fato de que, em novembro, negros são sempre chamados a falar sobre racismo, o programa vai distribuir bolsas entre R$ 2 mil e R$ 3 mil a repórteres negros para executarem investigações jornalísticas sobre qualquer tema.


Além do valor, os repórteres selecionados também terão a opção de passar por uma mentoria de um editor do Intercept e por uma formação de uma semana com aulas online sobre investigação, segurança digital, checagem, edição e redes sociais, todas ministradas pela nossa equipe.


A bolsa é exclusiva para repórteres negros porque o jornalismo (e a sociedade) têm um problema crônico de falta de diversidade. Apesar de serem mais de 55% da população, entre os jornalistas os negros são apenas 22%. A falta de diversidade racial se reflete também na falta de diversidade de olhares e pautas. É por isso que o Intercept quer incentivar a candidatura de repórteres negros, oferecer recursos para que possam desenvolver técnicas jornalísticas e projetar novos talentos. O programa será nacional.


Como vai funcionar


A seleção acontece durante os meses de novembro e dezembro. Os candidatos serão selecionados com base na qualidade das pautas: relevância jornalística, ineditismo, existência de documentação, alinhamento à proposta editorial do Intercept e diversidade regional. A avaliação caberá à equipe do site.


As pautas serão selecionadas em dezembro e janeiro, quando começa o processo de mentoria: cada repórter ficará em contato com um editor, que irá orientá-lo remotamente ao longo do processo. A partir de janeiro, os selecionados também poderão assistir às aulas online.


Durante a execução da pauta, os repórteres passarão pelo processo de apuração, checagem e edição do Intercept. O que se espera dos bolsistas selecionados é que atuem na investigação e apuração dos fatos, produção do texto, apuração e checagem complementares (de acordo com as solicitações dos editores). No caso de pautas que envolvam vídeo, áudios e infográficos, por exemplo, ou elementos similares, o bolsista também deve atuar na produção dos roteiros.


Categorias


5 bolsas entre R$ 2 mil e R$ 3 mil, de acordo com a pauta.


Categoria 1: R$ 2 mil

Entrevistas; reportagens com até duas fontes e que não necessitam de viagem ou recursos extras.


Categoria 2: R$ 3 mil

Reportagens com três ou mais fontes e/ou que necessitam de recursos extras ou viagem.

As reportagens serão publicadas em 2021.


Mais informações e inscrição em: https://theintercept.com/2020/11/20/bolsa-reportagem-para-reporteres-negros/?fbclid=IwAR0oYsqKpU3E4rQ3pJ6Jvsl6h9yoCE0eVTVG3yge1a2IyGQ4xzE_Wnue7HM

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo