Contato

WhatsApp: (34) 92000-8172

Email: contatoabpn@gmail.com

  • Facebook
  • Instagram - Cinza Círculo
  • LinkedIn - círculo cinza
logo padrão (PRETA) (1).png

Endereço

Casa de Cultura Graça de Axé, localizado na Avenida Cesário Crescerá, 4187 - Bairro Pres. Rossevelt, 38401-119 - Uberlândia - Minas Gerais - Brasil

© 2023 por Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as. Criado com Wix.com

Site produzido por 

Matheus Borsato

Estratégias para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira: Dúvidas, Conceitos e Procedimentos


As estratégias para o ensino de história e cultura afro-brasileira se concentram em ações que questionam as matrizes de pensamentos que contribuem para a propagação do racismo. Nesse sentindo, esse livro organizado a partir do projeto  Ações de promoção à formação de professoras e professores para o ensino de história e cultura afro-brasileira na Educação Básica, uma parceria entre o Núcleo de Estudos Interdisciplinares Afro-Brasileiros da Universidade Estadual de Maringá – Paraná (NEIAB/UEM) e Secretária da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (SETI) por meio do seu Programa Universidade Sem Fronteiras que foi executado entre outubro de 2018 e de setembro 2019 e teve por  objetivo capacitar professores/as por meio de projetos de extensão para trabalhar com o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana na educação básica é que escolhemos  onze questões mais recorrentes nas formações e buscamos responder elas nesse livro de uma forma que colabora com os/as docentes em sua prática pedagógica.

As questões  são:

1. Se todos somos humanos, por que falar de raça? 2. No Brasil existe preconceito contra negros ou somente contra pobres? 3. Se os negros são os mais pobres, por que cotas sociais não são o suficiente? 4. Os próprios negros se discriminam, então, eles é quem são os mais racistas, não? 5. Eu posso ser racista mesmo tendo um amigo negro? 6. Racismo e bullying são a mesma coisa? 7. Eu entendo que a população negra é a que mais possui empecilhos para se manter nos bancos escolares, mas o que posso fazer se eles não querem estar lá? 8. O que o Brasil tem de África ou existe África no Brasil? 9. É verdade que os africanos escravizavam outros africanos? 10. Mas, se a gente comprar somente de pessoas negras, daí não vai ser o branco que vai ser discriminado? 11. Como apoiar o afroempreendedorismo sem cair na apropriação cultural?


ACESSE: http://sites.uem.br/neiab/publicacoes/estrategias-para-o-ensino-de-historia-e-cultura-afro-brasileira-duvidas-conceitos-e-procedimentos

6 visualizações