• ABPN

CHAMADA DE ARTIGOS

Artistas negras e produção do conhecimento brasileiro: algumas reflexões por uma sociologia das ausências


Prezados e prezadas,


O COPENE, nesta décima primeira edição, apresenta o tema: “NEGRAS ESCREVIVÊNCIAS, INTERSECCIONALIDADES E ENGENHOSIDADES”. O tema escrevivências busca dar destaque para as experiências coletivas dos corpos negros, especialmente das mulheres negras, como foco da dupla discriminação de raça e gênero; articula-se com a interseccionalidade que remete aos cruzamentos de hierarquizações de raça com outros eixos de desigualdade social, tais como gênero, identidade de gênero, sexualidade, classe, idade, deficiências, diferenças linguísticas; e com engenhosidades que remete a emergência da criatividade e resistências negras para lidar com as ambiguidades do contexto atual, de recrudescimento de políticas públicas e políticas identitárias ao mesmo tempo em que alguns frutos de ações afirmativas se manifestam.


Historicamente, a cultura ocidental criou um sistema de racionalidade que privilegiou certos modelos de produção e de criação. Esse esquema gerou hierarquias sociais e culturais que invisibilizaram, menosprezaram ou não reconheceram determinados saberes. De igual forma, determinados sujeitos não foram compreendidos como produtores de conhecimento e de arte. Ignoraram ou depreciaram toda construção que não estivesse voltada para os cânones ocidentais, tanto na ciência como na arte, impondo a tendência de universalizar e a validar apenas um tipo de conhecimento, partindo de único centro de poder. Desse modo, esta proposta de publicação especial tem por objetivo repensar as proposições de Santos (2004) na produção de conhecimento a partir da obra artística de mulheres negras, como Jarid Arraes, Rosana Paulino e Crica Monteiro. Artistas que buscaram, e ainda buscam, caminhos alternativos para pensar sua condição de ser mulher negra na sociedade brasileira, rompendo barreiras impostas pela própria tradição nas linguagens artísticas e nos cânones legitimados.


Assim, convidamos pesquisadores e pesquisadoras a contribuir com artigos que discutam essa temática nas Artes, como um modo de enfrentamento de modelos tradicionalmente estabelecidos, quebrando padrões hegemônicos, e possibilitando perceber novas narrativas e meios de produzir conhecimento.


Informação importante:

O recebimento de capítulos para publicação especial do XI COPENE começa

dia primeiro de setembro de 2020 (01/09/2020) e vai até o dia seis de novembro de 2020 (06/11/2020).


Se atente ao cronograma:

01 de set. 2020 - Início do recebimento de capítulo para publicação especial.

Inscrição realizada exclusivamente via site: https://www.copene2020.abpn.org.br/site/capa Formato do artigo: Seguir orientações do Template.

06 de nov. 2020 - Término do recebimento de capítulo para publicação especial

14 de dez. 2020- Avaliação das/os coordenadoras/es

10 de jan. 2020- Confecção do ebook pela editora

Março - 2021- Impressão

Maio- 2021- Divulgação no evento presencial do XI COPENE


Qualquer dúvida, por favor, contate-nos:

● Telefone/WhatsApp: 34 92000-8172

● E-mail de contato: xicopene2020@gmail.com


Agradecemos desde já a sua participação,


Sirlene Ribeiro Alves

Coordenadora da publicação



16 visualizações

Contato

WhatsApp: (34) 92000-8172

Email: contatoabpn@gmail.com

logo padrão (PRETA) (1).png

Endereço

Casa de Cultura Graça de Axé, localizado na Avenida Cesário Crescerá, 4187 - Bairro Pres. Rossevelt, 38401-119 - Uberlândia - Minas Gerais - Brasil

  • Facebook
  • Instagram - Cinza Círculo
  • LinkedIn - círculo cinza

© 2023 por Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as. Criado com Wix.com

Site produzido por 

Matheus Borsato