Quilombos, Territorialidades e Saberes Emancipatórios

A constituição dessa área científica assume o compromisso ético e político de promover a articulação e circulação de saberes entre a universidade e as comunidades quilombolas numa perspectiva que rompa com as hierarquias de conhecimentos. Para isso, essa área científica pretende promover e difundir a produção de pesquisas com quilombos e não sobre os quilombos. E, portanto, será composta por pesquisadores/as das universidades comprometidos/as com a produção de saberes, por quilombolas, universitários/as e detentores/as dos saberes tradicionais das comunidades. Busca-se promover a participação de quilombolas na produção científica de modo a aprimorar o conhecimento científico e seu alcance.

Planejamento estratégico:

  • Discutir a pesquisa com quilombos: as várias estratégias metodológicas e os deslocamentos epistêmicos considerando: a autoridade e autorização na pesquisa com quilombos; o tratamento de problemas tensos e que podem expor adversidades das comunidades (mineração, conflitos fundiários, poder local etc.);

  • Rediscutir conceitos a partir das narrativas e nomeações advindas das comunidades (resistência; pobreza e empobrecimento; organização; geração de renda; espaços educativos);

  • Promover pesquisas e discussões para o mapeamento de quem são e onde estão as/os estudantes quilombolas universitários;

  • Promover o debate para a indicação de princípios de ética na pesquisa com quilombos e sobre quilombos;

  • Promover o debate sobre a situação da educação escolar quilombola: identificar as escolas quilombolas já reconhecidas; identificar marcos normativos estaduais e municipais que amparam a educação escolar quilombola; discutir a formação de professores quilombolas; discutir saúde e  segurança alimentar nas escolas quilombolas;

  • Promover a participação de quilombolas de modo a aprimorar o conhecimento científico e seu alcance, com a constituição de um conselho consultivo da área científica, composto por sábias/os reconhecidos pelas comunidades quilombolas;

  • Mapear e divulgar acontecimentos de pesquisa nas e das comunidades quilombolas;

  • Mapear órgãos parceiros na implementação de políticas quilombolas;

  • Promover espaços para acessar as pesquisas sobre quilombos e com quilombos, ampliando e atualizando periodicamente o estado da arte existente.

        

Coordenadora: Ms. Givânia da Conceição Silva (UnB/CONAQ)

  • LinkedIn ícone social
  • White Instagram Icon

© Copyright 2023 by Elementary school. Proudly created with Wix.com

Contato

Endereço

Tel: 0XX34 3291-8945

Email: contatoabpn@gmail.com

Casa de Cultura Graça de Axé, localizado na Avenida Cesário Crescerá, 4187 - Bairro Pres. Rossevelt, 38401-119 - Uberlândia - Minas Gerais - Brasil